Ilustração por

Sobre contos e pespontos

Entre um conto e outro, alguns pespontos. Preciso dos pespontos para manter o principal equilibrado e firme. Preciso todo o tempo... Aprendi a pespontar quando a minha mãe me ensinou a fazer flores. Não, não se aprende a pespontar quando se faz flores. Essas apenas me lembram a minha mãe que me ensinou a pespontar os arranjos que a vida nos dá.



segunda-feira, 15 de novembro de 2010

DES (GOSTO)




"Cooler Than Me"
 (Mike Posner)


                                                                  

DES (GOSTO)

Rosno em movimento moroso
quero morder meu osso
até o pó, o fim do poço

Encostar em teu pescoço
enroscar amoroso
em teu colo
ardoroso, cavernoso

Arvoado
me abro por cima de ti
confessando todo meu desgosto

Rosno em movimento medroso
já nem sei se quero tanto gozo
afasto meu corpo
teimoso deste teu corpo sem gosto

Que tu arrancastes dos meus sisos
entre risos
jorrando seu hálito insosso

Faço-me então rancorosa
desovo-o
jogo fora o osso
a ti nunca mais ouso

(Suzana Guimarães)

38 comentários:

  1. Você continua a brincar com as palavras.
    E como faz isso magistralmente.
    Lindo

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Muito bom!Doce Suzana....
    Beijos meus

    ResponderExcluir
  3. Foi lá nas entranhas esses versos profundos. Parabéns vc é boa nisso moça.

    ResponderExcluir
  4. Suzana,

    Me diz, o que eu vou falar disso?
    Das coisas que você escreve?
    Falo nada não, só sinto.
    Coloco as duas mãos no queixo, e fico lendo, lendo, lendo...

    Tu és maravilhosaaaaaaaaaaaaaa!

    Um beijoooo meu.
    Espero que esteja tudo blue ai.
    Aqui hoje choveeeeeeeee. Aff!

    ResponderExcluir
  5. As palavras fortes que vc sabe muito bem usar... passa esse mel ácido, menina. rsrs

    Lily agridoce,

    Deixo aqui duas sugestões de blogs nos quais participo e vc será muito bem-vinda!

    http://contraculturaparaty.blogspot.com/

    http://repousodasletras.blogspot.com/

    Bjo,
    Álly

    ResponderExcluir
  6. Su,
    Que métrica, que rima, que jogo de quebra-cabeça, que da nó, que desata, as palavras dançam e eu danço.
    Sabe, eu me sinto responsável pelo carinho que recebo dos amigos blogueiros e tenho o maior cuidado em devolvê-lo, pq sei que atrás dessa tela mágica existe a mágica maior, o ser humano, com todas as suas delícias e dores.
    Claro, que alguns amigos são mais afins. É uma energia mais identificada, aí, eu penso:
    Cara, como seria a voz, o jeito, as preferências, a gargalhada, como eu queria sentar numa mesa de bar(pq adoro uma papo com bebidinhas) e jogar conversa fora, beber, saber como é a vida, se ta feliz ou triste, dar abraços. Essa virtualidade aproximou pessoas e as que sabem entender e respeitar o veículo (net) conseguem criar vínculos verdadeiros, apesar da inexistência física, nós temos a doação da alma e do coração e essas duas ofertas nos alcançam, msm de longe.
    Lembrei do seu texto no medo de Suzana. Qualquer sentimento digno, de afeto, de amor é preciso rotina, sem a convivência, msm que seja como essa nossa (virtual), não há como mantê-lo. Ele ficará perdido no tempo, no tempo que foi deixado de lado. Ninguém é melhor amigo, com ausência de anos, não se retoma o que não foi vivido.
    Obrigada pelas palavras, lá no Faces. Postei 2 canções que fiz, quando tentei ser compositora, pra poder me expor aos que tanto gosto. Achei que seria uma forma de estar mais perto, na casa de cada um de vcs, que tanto gosto.
    Um bjão e uma linda semana

    ResponderExcluir
  7. Sua intensidade com as palavras é arrebatadora.
    Beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  8. Suzana minha querida, suas palavras sempre maravilhosas...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. HEHEHEH!
    OBRIGADA POR ME AVIZAR DO TEXTO DE CLARICE ( QUE ALIAS, EU AMO!).
    EU SABIA QUE ERA DELA,E NÃO SEI POR QUE CARGAS D'AGUA EU COLOQUEI FERNANDA MELLO...ALIAS, FERNANDA MELLO É UMA BLOGUEIRA QUE GOSTO MUITO, ELA É PUBLICITARIA, ESCRITORA E COMPOSITORA. ELA É LA DE BH EM MINAS...COM CERTEZA EU DEVIA ESTAR LENDO ALGUMA COISA DELA QDO COLOQUEI O TEXTO...!
    BJOSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  10. M e n i n a!
    Que enroscada hehee...
    Lily, tão legal tua forma de bordar as palavras.
    Gostei!

    Beijinho.
    Fernanda.

    ResponderExcluir
  11. Suzy: Continuas a escrever coisas lindas e brincando com as palavras adorei o teu poema:
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  12. Lily, passei pra deixar um beijo.

    Fernanda.

    ResponderExcluir
  13. Delícia de post, Lily! É a pintura por escrito, é toda uma exposição melindrosa.

    BeijooO'

    ResponderExcluir
  14. Garota, que ilustração mais linda no L.O.
    E sobre os pespontos e sobre o perfil e sobre você: mais uma vez estou estarrecida!
    Tu tens uma coisa que passas nestas palavras e eu sinto e me atravessa inteira...
    Uma mistura de ousadia e fé, de inquietude e bravura desmedida... não sei definir. Só se que é forte e bonito!

    ResponderExcluir
  15. Oi Lily... confesso que já faz algum tempo que venho silêncioso acompanhado o seu blog, encontrei-o navengando sem rumo e me deparei com a forma linda, sutil e economica com que você conta suas "histórias". Por exemplo, muito desse seu post "Que tu arrancastes dos meus sisos entre risos jorrando seu hálito insosso", me levou a criar de certa forma as minhas "libélulas". Só agora estou aqui, comentando o quanto eu admiro esse espaço... por isso te sigo! um beijão!

    ResponderExcluir
  16. Su,
    Ainda temos aquela promessa... vc, Sil e eu, bebidinhas, petisquinhos e histórias e mais histórias pra contar.

    Bjssssssss

    ResponderExcluir
  17. Suzana, minha querida!

    Li este poema várias vezes.
    Estive aqui várias vezes antes desta em que comento.
    O poema é lindo, como todos os que cria. Eu o percorri devagar, tentei senti-lo, entendê-lo -o que não sei se é exatamente possível, porque ele é seu, é um sentimento do autor, do criador.
    Ando cautelosa com comentários. Aliás, sempre fui, e, ainda assim, há o risco de interpretações diferentes do que sentimos e quisemos dizer.
    Acima de tudo, seu poema é um primor!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  18. Realmente fica difícil fazer uma alusão pronta para este poema. Os comentários variam de cabeça a cabeça, as interpretações ficam presa em cada elemento. por isso digo, após o Des(gosto), fica o gosto bom do goso de ler.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  19. Vou comentar meu poema:

    Ele surgiu porque escrevi para uma pessoa "o dia aqui está insosso". E aí a palavra "insosso" ficou na minha cabeça e outras começaram a chegar, fazendo rima, fazendo um conjunto. Tenho mania disso.

    Eu quis brincar com o som das sílabas que parecem se repetir o tempo todo.

    O tema: o eterno amar difícil, onde quero o osso, raspá-lo até o final, misto de prazer e desconforto e raiva. Quero o objeto do meu desejo e ao mesmo tempo não, então pulo por cima dele e vomito, descarrego todo o meu desgosto, ainda saudosa, ainda sentindo a presença que partiu. Largo o osso, mas volto e volto incansavelmente. Por isso, a constante repetição dos sons que se atropelam.

    "...Que tu arrancastes dos meus sisos
    entre risos
    jorrando seu hálito insosso."

    O objeto do meu desejo, do meu amor, tira de mim o gosto bom que sinto em tê-lo, em possuí-lo. Ele parte, rindo, debochado, e eu digo que seu hálito é insosso porque já dizia a sabedoria popular: "quem desdenha, quer comprar."

    Comentar um texto meu, não gosto disso. Ele só é meu enquanto está sendo feito, depois é de vocês também (muito mais de vocês) e eu vibro com as suas interpretações, a minha já não importa mais. Mas, abro exceção, comento, porque eu adoro vocês.

    Beijos com imenso carinho,

    LILY, por Suzana

    ResponderExcluir
  20. Suzana ...
    menina )))))---------
    Desta fez prefiro não dizer nada
    Pois posso ter que dar o braço a torcer e ...
    NUNCA MAIS
    é tempo de mais pra mim
    quando vejo o tamanho de minhas saudades
    e palavra é sagrado pra mim.
    Bjinhos em SOLM a vc.

    Ah! sobre seu comentário no Vidas, não sei, SE seria..., mas penso que hj tens a oportunidade de melhor perceber a sua felicidade por hj e pronto, tudo ao seu tempo.

    ResponderExcluir
  21. OI menina,
    passando pra deixar um beijo.

    Fernanda.

    ResponderExcluir
  22. Olá Lily.
    Infelizmente o último post não vai agradar muito os leitores.

    CONFIRA O QUE ESTOU DIZENDO VENDO O ÚLTIMO POST.

    TCHAU!!!

    ResponderExcluir
  23. Quanta intensidade na velha Suzana...
    As palavras dançam, são de vento...
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Oi menina,
    Passei pra agradecer a visita e te deixar meu carinho.

    Beijo Lily.
    Fernanda.

    ResponderExcluir
  25. Um colosso... parece uma criança em plena brincadeira, unindo palavras e fazendo rimas, sempre à sua especial maneira.Novamente e como sempre surprendente!!
    Valeu sua visita no blog, vc é muito especial.
    Beijos Néia

    ResponderExcluir
  26. Olá Su!!
    Que ritmo lindo das suas palavras. Muito belo mesmo. Beijoooos!!

    ResponderExcluir
  27. Bom dia menina!
    Passei para deixar um beijinho

    Com carinho
    Fernanda.

    ResponderExcluir
  28. Li, deliciado, espreitei os comentários, vi a sua explicação do poema...
    Que dizer? Que gosto muito do que escreve, já o referi vezes sem conta. Resta-me desejar que nunca se canse de escrever, que nunca largue o osso...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  29. Lily, passando aqui para te ler, te desejar um final de semana lindo e deixar um beijinho.


    Fernanda.

    ResponderExcluir
  30. Minha linda!!!( gostou do "minha" ?? rs!)

    Pois é...criei um carinho gigante por você!!!!

    Te leio e releio e leio e releio...e até consigo te imaginar escrevendo este jogo fantástico de palavras...que belo!
    Faz isto com uma maestria incrível, única e SUA!
    PARABÉNS!!!!!
    Desejo um lindo final de semana por aí!!
    beijos com muito carinho meu!!!
    Bia

    ResponderExcluir
  31. Oi, Lily, saudades de ficar tranquila por aqui lendo e relendo...Obrigada por me dizer que não sou anormal. Faz diferença.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  32. Que lindo, eu adorei!!!
    Beijossssss e um super final de semana procê!

    ResponderExcluir
  33. No dia da Consciencia Negra,minha homenagem nopst de hoje foi tam prá voce.Vá conferir.
    Beijos,boa semana!!!

    ResponderExcluir
  34. Gosto dessas rimas que envolvem, quando começamos a ler não queremos mais parar...
    Aqui isso acontece com facilidade!

    B-Jos. doces...

    ResponderExcluir
  35. Olá amigaaa!
    Ganhei meu primeiro selo e estou te presenteando com ele. Beijooooos!!

    ResponderExcluir
  36. Lily, vim te deizar um beijinho.

    Fernanda.

    ResponderExcluir

A caixa para comentários está novamente aberta. Contudo, agora, "os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;"
- com luzinhas e pequenos corações saltitantes porque pesam a página.