Ilustração por

Sobre contos e pespontos

Entre um conto e outro, alguns pespontos. Preciso dos pespontos para manter o principal equilibrado e firme. Preciso todo o tempo... Aprendi a pespontar quando a minha mãe me ensinou a fazer flores. Não, não se aprende a pespontar quando se faz flores. Essas apenas me lembram a minha mãe que me ensinou a pespontar os arranjos que a vida nos dá.



quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

PRESENTES E "VALE A PENA LER DE NOVO"



















A Lu (Blog VIVA AGORA) enviou-me um selo de presente. Agradeço de coração, para mim uma forma linda de reconhecimento. Não indicarei ninguém porque nunca sei quem realmente gosta desse carinho. Na maioria das vezes, não faço publicação deles, apenas os coloco próximo ao quadro de fotografias dos amigos que me acompanham. Às vezes, publico, feito agora, mas não é nada pessoal, é apenas meu estado de ânimo, sou regida pelo Sol, sou leonina, e sou Cavalo no horóscopo chinês, mas vivo mesmo é pela Lua.

A Fernanda (Blog Aleatoriamente) enviou-me outro. E responderei às perguntas:
1. O livro que eu leria muitas e muitas vezes sem me cansar (já perdi a conta) é: CÂNTICOS, Cecília Meireles.
2. Se eu pudesse escolher apenas um livro para ler pelo resto da minha vida, seria, na realidade, uma parte de um livro: O LIVRO DOS SALMOS, da Bíblia.
3. Indico um livro para leitura: OS CATADORES DE CONCHAS, Rosamunde Pilcher.