Ilustração por

Sobre contos e pespontos

Entre um conto e outro, alguns pespontos. Preciso dos pespontos para manter o principal equilibrado e firme. Preciso todo o tempo... Aprendi a pespontar quando a minha mãe me ensinou a fazer flores. Não, não se aprende a pespontar quando se faz flores. Essas apenas me lembram a minha mãe que me ensinou a pespontar os arranjos que a vida nos dá.



quinta-feira, 31 de março de 2011

ALGUÉM ESTÁ FALANDO DE MIM E DE VOCÊ

(fotografia, por SCG)

Lua


A Lua

tão minha

provoca-me.

Quer me dar nesta noite

a solidão

tão sua

(poema extraído do livro FOGO-FÁTUO, de Franck Santos)



                                                                    Um coração
                                        
                                    (por Franck Santos, em FOGO-FÁTUO)

Dei um tiro no meu coração. Matei-o dentro desta noite chuvosa, quase madrugada, após ter me encharcado de álcool, saudade, lágrima e amor não correspondido. Agora meu coração jaz no ladrilho da cozinha, entre panelas, lixo, garrafas, copos e talheres; ele, ali exposto, vermelho, inútil e inerte. Matei-o com um estampido suave, coloquei silenciador, ele nem gritou, pego de surpresa, mas o expurguei de mim, esse coração, quando, quase louco, bêbado de álcool e saudade e tristeza e lágrima e solidão, lembrei-me desta arma na gaveta do criado-mudo, para momentos como este, matar corações sofredores. Claro, antes analisei as facas e adagas e punhais e canivetes; desinfetei-os, fiz tentativas vãs em certas noites, certos dias, mas esse coração, bandido, pressentia, me enganava com mimos, momentos, poemas, promessas, dias quase felizes.



Não vou chorar a morte do meu coração, quero é enterrá-lo logo, de manhã bem cedinho em alguma curva, algum jardim, ou melhor, darei meu coração ao primeiro que aparecer, que o queira, para usar e abusar, porque esse coração está morto, sem emoções, ateu. Tenho um coração que é uma falésia, agora. Um coração oco. Abissal. Uma rocha.
                                                          
                         

LANÇAMENTO DO LIVRO FOGO-FÁTUO, de Franck Santos
Local: PH Center (Espaço de Alimentação)
Data: 2 de abril de 2011
Horário: 9 às 12h
Endereço: Av. Jerônimo de Albuquerque, 300 - Angelim 
São Luís - MA - Brasil

Participação musical de Déborah Arruda & Victor Hugo

 clica aqui para conhecer o escritor



Nota: mesma publicação, na mesma data, em O Medo De Suzana.



24 comentários:

  1. Hummm.... deu vontade de devorar e conhecer tudo!

    Beijos, querida!!

    ResponderExcluir
  2. Ah, meu queridooooooooo... Franck!
    todo lindo, todo lindo...
    pena que moro no Rio (pena entre aspas...rs)

    ResponderExcluir
  3. E eu aqui com o meu coracaozinho alado, que ficou mais expurgado ainda depois de ler esse assassinato, mas que também tem batido apenas a medida em que o sangue chega...

    Desculpe a passadela rápida de manha. Hipocrisias à parte, nao gosto apenas de angariar comentários, mas sim sentir o sentimento de quem escreve, se ver no mundo delas com a minha visao, assim como gosto quando se sentem no meu também.

    Sobre o autoretrato, identificacoes consideradas, sei que vou voltar...

    Abraco de cá,
    Cris

    ResponderExcluir
  4. Provocou meu paladar, minhas pupilas, meus sentidos.

    Quero conhecer.

    E, que a luz esteja tão linda e menina, quanto dama da noite.

    Meu beijo, Su.

    ResponderExcluir
  5. *E que a lua esteja tão linda e menina, quanto Dama da noite.

    ResponderExcluir
  6. Bem falado ou melhor escrito...Um grande beijooO*

    ResponderExcluir
  7. Estão sempre falando de nós, querida.

    Fazer o quê? Somos o BBB dos que têm como TV a janela que dá para os sonhos em alta definição e Dolby Stereo.

    Beijos do sempre todo seu,

    Teopha

    PS - Fico tão emocionado aqui que até tropeço nas palavras e custo a acertar o comentário!

    ResponderExcluir
  8. Nossa, Suzana, estou aqui babando com todo esse carinho, obg,obg...
    Saiu uma matéria hj num jornal local sobre o lançamento do livro, estou tentando scanear e colocar no blog, mas não consigo, inclusive, vc foi citada na matéria, tentarei mandar por email...
    Fico aqui com o coração intacto e olhando a lua, se no céu à noite tiver uma...

    ResponderExcluir
  9. Estou cá perguntando-me que mundo é esse em que vivemos, onde os bons estão "escondidos". Que mágico e sereno seu "mundo". Feliz de mim, que por indicação do saudoso amigo Franck, pude descobrir.
    Deixo verdadeiramente elogios merecidos e me encontro com o coração inundado por suas palavras. E se admiração à primeira vista não existia, acabei de criar.

    ResponderExcluir
  10. Oi querida Suzana...
    Gosto muito de como o Franck coloca os sentimentos em cada palavra em cada verso a ser lido e devorado por nós.Possui uma força de expressão muito verdadeira.
    Ah...Não sei se entendi bem, mas a senhorita vai virar atriz de hollyood...Parabéns a vida é bem assim,projetar para frente e mostrar ao mundo o que se tem de bom. Você com certeza com toda a sensibilidade que tem, brilhará em qualquer parte que tenha a arte.
    beijos e até

    ResponderExcluir
  11. Su-su que lindos fragmentos. Que deliciosas palavras. Fiquei com vontade de ir ao lançamento do livro, se São Luis fosse por perto com certeza iria prestigiar esse grande poeta!!!!!

    Lindo, lindo demais!!!!

    Su, eu tenho saudades de ti!!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Suzana!
    Eis que o Fogo se revela. hehe. Gostei do aperetivo.

    Beijo grande, Luiza!

    ResponderExcluir
  13. Su, o aperto na garganta... ao ouvir a melodia ao fundo...(amo violão e em especial esta música - amo TOM!!!)... li... reli... e... com meu umbigo travei uma prosa... "_Como pode?!??!? Ele leu meus pensamentos mais íntimos... o que sinto e não expresso... como?!?!?"
    É, claro que não obtive resposta!!! rsrsr

    Estou completamente fascinada... apaixonada... embriagada... pela emoção tão intensa de cada palavra.

    beijo grande, amiga-guerreira-poetisa!!

    DEUS SEMPRE A ABENÇOE E A TODOS QUE O TEU CORAÇÃO AMA!!!

    ResponderExcluir
  14. Oi Suzana...
    Franck é tão intenso. Adoro tudo que ele escreve.Pena que não possamos ir ao lançamento. Seria um encontro e tanto...
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Suzana, minha querida amiga

    Acho linda tua sensibilidade e tua maneira de demonstra carinho pelas pessoas, sortudo ele, sortuda eu também, essa música que aqui toca é maravilhosa, a melhor. Amo esse som de violão..
    Obgada por dedicar a mim esse cantinho especial, obgada por me deixar assim pertinho de ti.

    Um beijo carinhoso..
    com uma pitada de saudade.

    ResponderExcluir
  16. ...o Franck sempre tão lindo não
    poderia escolher ngm melhor que
    você para o prefácio da sua
    "criança".

    duas almas lindas!!

    bjs, Suzana.

    obrigada pelo carinho, querida!

    adoro suas visitas.

    ResponderExcluir
  17. tantas e tantas vezes quis enterrar o meu…seria daquele funerais iguais ao clip da Amy...

    ResponderExcluir
  18. Muito linda essas palavras.
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  19. Ainda bem que existe a internet para detonar as distâncias e aproximar as mentes, os olhos, as almas... Pela demonstração, o livro deve ser repleto de possibilidades. Alcançou o entusiasmo do lado de cá...
    bacio

    ResponderExcluir
  20. Corações ressuscitam...com esse não será diferente.

    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  21. nossaaa!!!
    não conhecia
    mais pelo pouco apresentado adorei..
    parabens Franck!

    =D

    ResponderExcluir
  22. Suzana!

    Franck me foi um presente enviado de um outro presente que é você!
    Depois de me apresentar a ele, Franck e eu passamos a tricotrar via msn, falamos da vida, de nós, damos risadas, enfins.
    Já devorei o licro dele trocentas vezes.
    Ele é meu Caio F, e você minha Lispector.
    Ler vocês dois, é taquicardia na certa.
    Mas acima disso, eu tenho o privilégio de chamar vocês dois de AMIGOS.

    Um beijoooo Su, saudade tamanha, fiquei uns dias sem net (Tanta chuva aqui), a casa cheia de gente uns tempos, mas tá tudo tranquilo.

    ResponderExcluir
  23. Oi, querida. :)

    Conheço o Franck e seus belos escritos... muito bom mesmo!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  24. Nossa... Meu coração apertou forte ao ler as palavras do autor.
    Matar algo que está nos fazendo mal dentro do coração requer acima de tudo ter muita coragem!

    Voltarei aqui mais vezes para apreciar as leituras.

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir

A caixa para comentários está novamente aberta. Contudo, agora, "os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;"
- com luzinhas e pequenos corações saltitantes porque pesam a página.