Ilustração por

Sobre contos e pespontos

Entre um conto e outro, alguns pespontos. Preciso dos pespontos para manter o principal equilibrado e firme. Preciso todo o tempo... Aprendi a pespontar quando a minha mãe me ensinou a fazer flores. Não, não se aprende a pespontar quando se faz flores. Essas apenas me lembram a minha mãe que me ensinou a pespontar os arranjos que a vida nos dá.



domingo, 10 de outubro de 2010

PINTURA NUA EM SIMBIOSE


ilustração, por R.Meneghini

Lindo e irresistível convite

Retenhas-me

na tua retina

Insinuas tu

- a algum bravo, destemido e forte -

que me verás nua

Retenhas minhas mãos

que ousarem fugir

deixe-as vãs

Entrevas tua cara na minha arquitetura

Retenhas-me

Ficção e realidade - misturas.

entre a cortina caída e a pintura

Soltas a moldura

Arrancas tu a tela

Ficção na realidade - misturas.

Bole tu com tinta crua

Para tatuar-te a pele

Entesas tu a mim

no vão das pernas

e a retina - tu pedes.

Rubricas nas minhas costas

com ponta de barba

para que te arranhe os céus - tu fazes.

E em tudo que tu bulas

E em tudo rubro

Paixão desenfreada - demonstras.

Testa tu...
 
Lily e Suzana - tu juntas!

 
 
LU, http://vivaagora.blogspot.com/    &
 
SU/LILY
 
em total SIMBIOSE



P.S.: poesia, tesão e diversão: simbiose perfeita

23 comentários:

  1. Perfeito, sua doce maluquete!!!!!!!!!!!!!!!
    Beijos em você!!!

    ResponderExcluir
  2. Poesia a quatro mãos

    (quantos neurônios? rs)

    e muita, mas muita emoção!

    ResponderExcluir
  3. Nem me fale de neurônios... os meus andam mais do que perdidos e desencontrados...

    O vinho que tomei ontem deve estar ajudando hoje, e, o tesão da sintonia, do estar "on line" na mesma hora.
    Eu tenho uma coisa com isso, quatro horas de diferença de horários, dez mil quilômetros de distância e a gente nem se conhece ou a gente já trombou na PUC?

    Ficou muito bom! Amei a última frase:

    "Lily e Suzana - tu juntas!"

    ResponderExcluir
  4. Taí, adorei a simbiose Lu/Lily.
    Como se encaixaram com perfeição...
    Lily, Baco te inspira!
    Toma mais uma taça....

    bjo

    ResponderExcluir
  5. Como é que os seus neurônios podem estar perdidos com tanta poesia fluindo, mulher?
    Isso é possível?

    Podemos ter trombado em um monte de lugares. Afinal, vivemos nesta rocinha aqui, tão querida, na mesma época. Inclusive na PUC. Meu prédio não ficava longe do de Direito. Era o 13 (número lindo!), da Comunicação. Eu frequentava a Cantina do Beto e o Bar do Quincas, atrás da PUC rs.

    P.S.: Impressionante como Lily e Suzana, juntas, vivem a espalhar gentilezas. São palavras doces e generosas pra todos os lados.

    ResponderExcluir
  6. Lu,

    Aos 12, 13 anos, li "Desirée, o grande amor de Napoleão Bonaparte". Lembro-me de ter lido algo (como é que ainda me lembro disso?)mais ou menos assim, que a mente dele era um armário cheio de pequeninas gavetas e nelas ele deixava todos os assuntos separados e fechados. Só abria uma gaveta de cada vez.

    O fato é que eu deveria fazer o mesmo. Separar tudo, mas não ando conseguindo. Eu não queria, por exemplo, estar escrevendo em Português, eu queria estar escrevendo laudas e mais laudas em Inglês.

    Meu prédio era o 15. Como é que ainda me lembro disso? Rs. Depois falo mal dos coitados dos neurônios...

    Está aí o lugar em BH que entro nele e fico feliz. Se eu voltasse lá agora, me sentasse debaixo de algumas daquelas rodelas (que contornavam as árvores), creio que sairia de uma vez só todas as palavras que andei guardando, por anos.

    Agora, estou aqui gastando neurônio, 15 ou 5? Meu prédio era ao lado do teu, então deveria ser o 15, mas posso até ler o número 5 agora, bem na porta da secretaria. Não nos esqueçamos de que meu prédio foi um dos primeiros a serem construídos (estilo colonial) e o teu era da fase moderna... Vai ver que era 5. Pronto, agarrei.

    Beijos!

    P.S.: "palavras doces e generosas"? Há quem considere que eu só dou tapas.

    ResponderExcluir
  7. Lu,

    Sentar debaixo das rodelas é bom. Acho melhor ir dormir.

    Fui!

    ResponderExcluir
  8. Desculpe, mas acho que fui dormir antes de você?! rs
    (Pensei que tivesse ido ver a baby)

    Então, retorno e dou de cara com o que mais lindamente se produz aqui - até nos comentários: poesia, contos, belas histórias ritmadas! Olha só que lindo você escreveu acima!?!?!?

    "Está aí o lugar em BH que entro nele e fico feliz. Se eu voltasse lá agora, me sentasse debaixo de algumas daquelas rodelas (que contornavam as árvores), creio que sairia de uma vez só todas as palavras que andei guardando, por anos."
    E todo o restante do texto!

    E pensar que fiquei triste, outro dia, quando me escreveu, por e-mail, que não havia mais lugar pra você em BH. Lembra?
    Seus lugares estão todos aqui, por onde os deixou.
    Onde os criou.
    São seus.
    Ninguém bole.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Suzy/Lily; Lindo mesmmo lindo como já disse escreves muito bem adorei ler tanto que adorei que li varias vezes,
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  10. Parabéns a essas quatro mãos em perfeita harmonia!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Acabaram de provar que está errada quem acha que "mão demais na massa, desanda"

    perfeito, verdadeira obra de união!

    bjo

    ResponderExcluir
  12. Su,

    Adorei isso!

    E pq não a quatro mãos? Simbióticamente concebido. Colisão perfeita.
    Eita, vinho bom!

    Bjocas

    ResponderExcluir
  13. É assim quando inspiração do vinho e a sensualidade das palavras se encontram.
    Lindo.
    Beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  14. Quanta intensidade e integração...
    é muita entrega e desentrega e entrega.

    é lindo e suspirante!!

    Beeeijos, querida amiga...

    ResponderExcluir
  15. UAU! que provocativo, convidativo e sedutor texto... adoro essa especie de escrita =) sensacional como sempre querida. Beijao!

    ResponderExcluir
  16. Quanta inspiraçao e intensidade Lily/Suzana!!!
    Senti falat de vir aqui.
    Mas voltei por hoje.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. 4 mãos, e puraaaaaaaaa emoção!

    É adrenalina, é poesia, é união.

    Lindooooooooo Su!

    Beijoooooooo menina tão amada!

    ResponderExcluir
  18. Nossa que emoção.
    Você é pura poesia.
    Beijos minha querida

    ResponderExcluir
  19. Beleza e sensualidade, num poema onde as palavras deixam deliciosas sensações...


    Beijos
    AL

    ResponderExcluir
  20. Retenho minhas mãos, que tentaram fugir, deixo-as vã para ti.
    Hoje eu estou impossível, até bato o pé para ver se me acredito rsrsrs

    Ps: Gostei desse blog, estou seguindo também

    Beijão

    ResponderExcluir
  21. Oi Lily!! Tudo bem?

    Muito obrigado pelo recado que deixou em meu blog. Se tem algo simpático, foi ele! ;)

    Estou viajando amanhã, trabalharemos no Maranhão, Piauí e Ceará. Volto no dia 30. Por isso estarei meio sumido...

    Curto muito seus dois espaços. Sentirei falta deles.

    Um grande beijo!!

    ResponderExcluir

A caixa para comentários está novamente aberta. Contudo, agora, "os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;"
- com luzinhas e pequenos corações saltitantes porque pesam a página.