Ilustração por

Sobre contos e pespontos

Entre um conto e outro, alguns pespontos. Preciso dos pespontos para manter o principal equilibrado e firme. Preciso todo o tempo... Aprendi a pespontar quando a minha mãe me ensinou a fazer flores. Não, não se aprende a pespontar quando se faz flores. Essas apenas me lembram a minha mãe que me ensinou a pespontar os arranjos que a vida nos dá.



domingo, 10 de outubro de 2010

PINTURA NUA EM SIMBIOSE


ilustração, por R.Meneghini

Lindo e irresistível convite

Retenhas-me

na tua retina

Insinuas tu

- a algum bravo, destemido e forte -

que me verás nua

Retenhas minhas mãos

que ousarem fugir

deixe-as vãs

Entrevas tua cara na minha arquitetura

Retenhas-me

Ficção e realidade - misturas.

entre a cortina caída e a pintura

Soltas a moldura

Arrancas tu a tela

Ficção na realidade - misturas.

Bole tu com tinta crua

Para tatuar-te a pele

Entesas tu a mim

no vão das pernas

e a retina - tu pedes.

Rubricas nas minhas costas

com ponta de barba

para que te arranhe os céus - tu fazes.

E em tudo que tu bulas

E em tudo rubro

Paixão desenfreada - demonstras.

Testa tu...
 
Lily e Suzana - tu juntas!

 
 
LU, http://vivaagora.blogspot.com/    &
 
SU/LILY
 
em total SIMBIOSE



P.S.: poesia, tesão e diversão: simbiose perfeita