Ilustração por

Sobre contos e pespontos

Entre um conto e outro, alguns pespontos. Preciso dos pespontos para manter o principal equilibrado e firme. Preciso todo o tempo... Aprendi a pespontar quando a minha mãe me ensinou a fazer flores. Não, não se aprende a pespontar quando se faz flores. Essas apenas me lembram a minha mãe que me ensinou a pespontar os arranjos que a vida nos dá.



sábado, 9 de outubro de 2010

PINTURA NUA

ilustração, por R.Meneghini



Retenhas-me

na tua retina

Insinuas tu

que me verás nua

Retenhas minhas mãos

que ousarem fugir

deixe-as vãs

Entrevas tua cara na minha arquitetura

Retenhas-me

entre a cortina caída e a pintura

Soltas a moldura

Arrancas tu a tela

Bole tu com tinta crua

Entesas tu a mim

no vão das pernas

Rubricas nas minhas costas

com ponta de barba

E em tudo que tu bulas

E em tudo rubro

Testa tu...

(Suzana Guimarães)