Ilustração por

Sobre contos e pespontos

Entre um conto e outro, alguns pespontos. Preciso dos pespontos para manter o principal equilibrado e firme. Preciso todo o tempo... Aprendi a pespontar quando a minha mãe me ensinou a fazer flores. Não, não se aprende a pespontar quando se faz flores. Essas apenas me lembram a minha mãe que me ensinou a pespontar os arranjos que a vida nos dá.



sexta-feira, 5 de novembro de 2010

LANGOROSO GOZO

(desconheço autor da fotografia)


Lânguido

olhar a me perscrutar

na órbita negra fixar

não nego-te

Amacio-te um olhar

Lânguido respirar

a me desnudar

não recuso-te

retribuo sem ar

Lânguido o que penso

tão lânguido e remoto

desejo teso

Lânguidas

promessas a nos tocar

contidas em voo lento de olhar


(LILY, por Suzana Guimarães)

20 comentários:

  1. belos versos bela inspiracao... promessas a nos tocar contidas em voo lento de olhar... precioso...

    saludos
    abracos

    otimo final de semana

    ResponderExcluir
  2. Olá Su!!
    Que bom que vc liberou pra gente comentar, estava com saudades. Vc é linda, viu? Beijos querida!! Um ótimo final de semana!! Beijos!!

    ResponderExcluir
  3. Estou adorando esta fase leve e sensual....
    Dá gosto de ler, de sentir, de sorver suas palavras, sua rima cantante.
    Sabe à volupia....

    bjo

    ResponderExcluir
  4. Lindo o teu poema Lily.
    Suave , terno.

    Um abraço.
    Fernanda.

    ResponderExcluir
  5. Pois é, Lufe chegou antes de mim e frisou, cravou o que sinto agora em vocês, Suzana/Lily: uma 'fase leve e sensual'.

    Eu poderia dizer que há uma rara poetiza brasileira - e seu doce heterônimo (Lily) -'perdida' na terra de Tio Sam, mas estaria incorrendo em um erro pelo qual responderia diante de todos os seus seguidores.
    Afinal, esse grupo, do qual faço parte, descobriu e descobre você e seu poetar dia a dia, a cada palavra, a cada nuance, a cada decisão... cá estamos.
    Sabe o quanto é querida!
    Bjim, moça!

    ResponderExcluir
  6. Lânguidos desejos que desnuda com o olhar, com a vontade do amar. Vontades implícitas, explícitas, gozos apenas ao desejar!!

    Lânguidas palavras!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Suzana querida, lindo final de semana pra vc!!!^^

    ResponderExcluir
  8. A todos que me escrevem saudosos da Suzana:

    Suzana agora dorme. Suzana come. Suzana caminha e luta. Suzana descansa, contempla o nada, o Pacífico, as roupas de cama poídas. Suzana se lembrou das chuvas fortes tropicais e conseguiu sentir muita saudade de seu Brasil. Suzana cozinha. Suzana descobriu que mora numa cidade cujos letreiros são em outra Língua, porque agora Suzana respira. Suzana dirige sem pensar e dorme e sonha. Suzana voltou a sonhar. Suzana foi procurar a si mesma e achou. Agora, precisa de tempo para conviver com o novo.

    Beijos, com muito carinho e respeito por vocês que me encantam.

    Suzana

    ResponderExcluir
  9. Lily,
    Eu já ia dormir. Tá tarde, e to pregada! Mas acabei de ver seu comentário, impossível não responder ao gesto de tamanha atenção e carinho.

    Obrigada por ter gostado tanto! Escrevo-lhe agora com o coração palpitando!

    1. Dos blos:
    Tenho este, onde ponho vários assuntos e também poesias gerais e minhas também. É só olhar nas categorias que vc as achará. Ainda são poucas postadas, eu estava tímida de expo-las, mas tenho centenas delas nos rascunhos, e algumas já digitadas.

    O outro blog : Som Do Coração, tem o link dele na aba deste que vc já conheceu. Neste, o assunto é só poesias e afins. E tem minhas lá também.

    2. Ainda bem então que a Lily está na ativa. Depois vou te ctr+v e colocar no meu blog, com os devidos créditos.

    3. Bom demais Você. Bjos mil!!

    ResponderExcluir
  10. Ah,

    não recuso-te


    retribuo sem ar



    Seu post é mesmo de tirar o ar, não me admira alguém pensar ter ficado asmático.

    ResponderExcluir
  11. Suzana!!!!!!!

    Eu nunca acho as palavras pra comentar o que sinto qdo te leio, apenas sinto.
    E pra não encher linguiça, eu apenas digo:
    Amooooooo tudo que vc escreve.



    Suzana foi procurar a si mesma e achou. Agora, precisa de tempo para conviver com o novo.


    Suzana tem todo o novo tempo a sua frente.


    EU ADOROOOOOOOOOOOO VOCÊ!

    ResponderExcluir
  12. Lily.

    O que você disse de Suzana me encantou.

    ".....porque agora Suzana respira. Suzana dirige sem pensar e dorme e sonha. Suzana voltou a sonhar."

    É tão bom voltar a sonhar...ter a naturalidade e a tanquilidade de vivenciar as coisas ao redor, de aprender, apreender, absorver, processar, traduzir a nova realidade e resurgir plena.

    Adorei.

    Dê um beijo a Suzana por mim.

    ResponderExcluir
  13. "Lânguidas
    promessas a nos tocar
    contidas em voo lento de olhar"

    Que lindo isso, flor!

    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  14. Um voo lento de olhar já é uma grande viagem.

    Ótimo poema, Lily :)

    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Lily,
    Replicando seu comentário no blog da Lu:

    “Que música gostosa...)
    Empresta-me este anjo, moça, empresta-me.
    Ando precisando tanto de um anjo assim, o meu está de asa caída.”

    Quero Te dizer que muitas vezes passamos por momentos na vida em que achamos que a esperança se esgotou, mas o que acontece é que só deixamos de ver, talvez por causa dos olhos lacrimejados, mas ela está lá, esse Anjo de esperança de asas abertas para nos envolver e fazer-nos voltar a sonhar.
    Calma, seja o que for que vc estiver passando, irá terminar e ainda deixá-la mais forte pra viver e escrever muitão, coisas alegres que estiverem no seu coração.
    bjo!

    ResponderExcluir
  16. Comentando meu comentário:

    "poídas" não existe, por favor, leiam puídas. Hum, deu até vontade de escrever algo com esse puídas...

    ResponderExcluir
  17. Suzana,

    Vejo vc sempre no blog da Lara e resolvi vir aqui espionar, como adoro fazer.
    Gostei do que li, arrepiaram-se pelos...

    Espero retornar, seguindo seus escritos...
    Languidamente (ah, como adoro essa palavra)...

    ;*

    Álly

    ResponderExcluir
  18. Su, minha querida amiga Fênix, (acho q ficou bom!)

    Sou suspeita pra falar pq escrever sobre essa sêda é coisa que gosto mt e vc anda borboleteando por esses lençóis de forma mt linda. Seu poema é pele sobre olhar!

    Bjão e lindo fds

    ResponderExcluir
  19. Não sei como você recebe este tipo de homenagem (alguns gostam outros não), mas eu te escolhi para receber o selo do “Premio Dardos” que é o reconhecimento aos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais etc, que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, e suas palavras.
    Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar o carinho e reconhecimento ao seu trabalho.

    Passa lá no Buteco pra pegar o seu.

    Um grande beijo.

    ResponderExcluir

A caixa para comentários está novamente aberta. Contudo, agora, "os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;"
- com luzinhas e pequenos corações saltitantes porque pesam a página.